É POSSÍVEL EVITAR A DEPRESSÃO PÓS PARTO?

No Brasil, de acordo com um estudo da Fiocruz, cerca de 25% das mulheres apresentam sintomas de depressão no período de 6 a 18 meses pós parto, ou seja, uma a cada quatro mulheres a dar a luz no país apresenta sinais de DPP. O mesmo estudo aponta alguns fatores que contribuem para o desenvolvimento do transtorno como gravidez não planejada, baixas condições socioeconômicas e hábitos não saudáveis durante a gravidez, como excesso de álcool.

Não há um método cientificamente garantido para a evitação da depressão pós parto, porém há métodos psicoeducativos que promovem uma melhor vivência do puerpério e ajudam na redução dos casos, um deles é o pré natal psicológico.

O PNP promove uma escuta qualificada da família grávida ajudando assim que seja construída uma parentalidade compartilhada, um puerpério acolhedor e consequentemente reduzindo as chances de desenvolvimento de uma depressão pós parto.

Mas atenção fazer terapia durante a gravidez não constitui fazer pré natal psicológico, da mesma forma que ir ao clínico geral não é fazer consulta pré natal. É necessário buscar um profissional com olhar específico para a perinatalidade e que siga um modelo cientificamente comprovado.

Respondendo então a pergunta do título do texto, não há métodos que garantam com certeza a evitação da dpp, porém existem métodos com comprovação científica de ajudar a reduzir os riscos e o pré natal psicológico é um deles.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O melhor jeito de começar esse post é explicando o que significa perinatal. Peri = Em torno de Natal = Nascimento Um psicólogo perinatal, é aquele profissional que cuida de todo em torno do nascimento